morar de maneira sustentável

Viver e morar de forma sustentável não é algo fora de nossa realidade, muito pelo contrário. Por mais simples que possam ser, diversas ações do nosso dia a dia podem fazer toda a diferença para o meio ambiente e, principalmente, para que tenhamos uma vida mais sustentável.



Atitudes simples que vão desde reciclar o lixo até trocar a lâmpada de casa podem gerar grande diferença no estilo de vida, contribuindo não somente para uma melhor convivência com a comunidade, mas para o meio ambiente em si.


Inclusive, diversos imóveis já são construídos com uma estrutura voltada para promover o uso


inteligente de recursos, como é o caso do coliving por exemplo.


Mas afinal, quais as melhores ações que podem ser tomadas para se viver e morar de forma mais sustentável? Se você não sabe a resposta, viemos te ajudar!


Neste texto, explicaremos o que é sustentabilidade, a importância de pensar e realizar ações que visem estes ideais atualmente, e as 10 melhores dicas que podem ser usadas no seu dia a dia que com certeza irão ajudá-lo neste modo de vida mais sustentável.


Antes de começarmos, confira os tópicos que serão abordados:



● O que é sustentabilidade?

● Por que é importante viver de maneira sustentável?

● O que é viver de maneira sustentável?

● Imóveis sustentáveis: o que são?

● Dicas para viver de forma sustentável.


Vamos começar!



Morar de maneira sustentável:


O que é sustentabilidade?


A sustentabilidade pode ser definida de modo muito simples: como um conjunto de ações que visam suprir as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras.


Em outras palavras, este termo busca o equilíbrio entre a disponibilidade dos recursos naturais e sua exploração pela sociedade, para que se mantenha a qualidade de vida da população sem que isso afete o meio ambiente.


Para que a sustentabilidade aconteça, ela deve ser baseada em três pilares:


Ambiental: foca na preservação do meio ambiente e no equilíbrio entre o suprimento das necessidades da sociedade e o uso racional dos recursos naturais;

Social: participação ativa da população no desenvolvimento social com propostas que visem o bem estar e igualdade em conjunto com o meio ambiente;

Econômico: visa a exploração dos recursos naturais de maneira sustentável, sem que isso prejudique o suprimento das gerações futuras.


Ou seja, para que uma sociedade ou sistema seja considerado como sustentável, é necessário incentivar a conservação destes três elementos de forma que os dois primeiros não sejam prejudicados.


Nos últimos anos, diversas discussões sobre ações que busquem um estilo de vida mais sustentável tomaram conta no mundo, uma vez que temos visto sérios problemas ecológicos que podem trazer consequências para a saúde das pessoas caso medidas extremas não sejam tomadas.


Isso foi comprovado em um relatório divulgado pela ONU em 2019, produzido por 250 cientistas de mais de 70 países que ressaltou a importância da proteção ambiental para a preservação da vida das pessoas.


Apesar do cenário ser preocupante, a pesquisa afirmou que o mundo possui a ciência, a tecnologia e os recursos financeiros de que precisa para seguir na direção de um caminho de desenvolvimento mais sustentável.


Por que é importante viver de maneira sustentável?



Com o dado que citamos acima, podemos afirmar que viver e morar de maneira sustentável é extremamente importante para a manutenção do meio ambiente e, consequentemente, para a preservação da qualidade de vida de toda sociedade.


Quantas vezes não nos deparamos com notícias envolvendo problemas como a falta de água, aumento da temperatura ou até mesmo grandes queimadas como vimos no norte do Brasil este ano?

viver e morar de maneira sustentável: or que é importante viver de maneira sustentavel

Todos esses problemas ambientais afetam diretamente nossa qualidade de vida, e podem ser combatidos em pequenas ações do nosso cotidiano.


Viver de maneira sustentável é algo simples que pode ser incorporado facilmente em seu dia a dia, evitando que os recursos naturais sejam esgotados e que as gerações futuras sejam prejudicadas, seja por meio de ações individuais como a reciclagem ou até mesmo por meio de ações conjuntas nos imóveis.


Mas afinal, quais são as melhores práticas para garantir uma forma de vida mais sustentável?


A resposta para essa pergunta não é difícil. Existem diversas ações que por mais simples que pareçam, podem fazer toda a diferença e contribuir para este estilo de vida.


Vamos entender mais sobre isso no próximo tópico.





O que é viver de maneira sustentável?


Viver de maneira sustentável já é a rotina de muitas pessoas e, especialmente, de muitos imóveis construídos estrategicamente com este objetivo. Basta adotar um conjunto de ações e práticas que visem a preservação do meio ambiente e, consequentemente, do bem estar da sociedade. O pessoal da CicloVivo deu algumas dicas sobre como viver de forma mais sustentável em uma metrópole em um artigo publicado em 2016.


Morar de maneira sustentável

Em entrevista ao portal Terra, o engenheiro civil e consultor da UPNOS (Escritório de Serviços de Projetos das Nações Unidas), Julio Souki, definiu esta proposta como algo prático e colaborativo.


"Viver e morar de forma inteligente significa pensar na praticidade e harmonia das soluções. Construir moradias sustentáveis, que reduzam impactos ao meio ambiente; pensar e se relacionar de forma colaborativa com as pessoas que estão próximas, criando conexão e desenvolvimento para a própria comunidade; aproveitar a tecnologia para otimizar o que for possível; usar recursos realmente necessários, sem desperdício, seja de espaço, materiais, dinheiro, tempo e bens naturais", disse.


Segundo Souki, para adotar este estilo de vida, é necessário pensar em um conjunto de ações que abranjam e impactam toda a comunidade, funcionando de forma colaborativa para que todos se beneficiem do modo de vida sustentável.


Como exemplo, na mesma entrevista o engenheiro cita um grande exemplo que vem crescendo cada vez mais nas grandes cidades: a construção dos chamados imóveis sustentáveis.


Imóveis sustentáveis: o que são?


A principal proposta dos imóveis sustentáveis é lidar os princípios da sustentabilidade a técnicas conscientes no processo de construção ou reforma do local, e ao modo de vida da família, a partir de uma mentalidade de cuidado e conhecimento sobre seu consumo e suas ações.

Morar de maneira sustentável

Em outras palavras, esses imóveis são construídos e pensados com base em diversas tecnologias e inovações para proporcionar um estilo de vida sustentável, com propostas diferenciadas que incentivem ações para uso e consumo coletivo dos moradores, como por exemplo: áreas de lazer e convivência compartilhados, coworking, horta orgânica comunitária, autossuficiência em água potável, e rede elétrica subterrânea por exemplo.


Dessa forma, além de gerarem uma maior eficiência no uso dos recursos do condomínio e uma diminuição na quantidade de materiais utilizados, a qualidade de vida dos moradores é muito maior, proporcionando um maior desempenho econômico, social e ambiental.


Para que seja considerado como um imóvel sustentável, contudo, o local deve receber uma certificação que comprove seus ideais. Dentre eles, um dos que vem ganhando popularidade no mercado imobiliário é a Certificação EDGE (Excelência em Design para Maior Eficiência).


Desenvolvida pela IFC, membro do Grupo do Banco Mundial, este sistema visa tornar os imóveis mais eficientes em termos de recursos. Em outras palavras, ela proporciona que os proprietários avaliem as maneiras mais econômicas de incorporar opções de economia de energia e água em seus edifícios.


Utilizado em mais de 120 países, está chegando pela primeira vez no Brasil e é considerado como referência por seus grandes resultados ambientais e praticidade.


Querendo ser uma certificação acessível, o EDGE proporciona cálculo facilitado e eficiente dos benefícios e , em poucos minutos, um projetista pode determinar a combinação ideal de estratégias de projeto para obter o melhor retorno do investimento.


"É preciso criar e buscar projetos imobiliários que se conectem com esse propósito de vida. Que fazem bem para as pessoas, para a natureza e para o território. Onde prevaleça o desenvolvimento de uma economia local sustentável dinamizada pelas pessoas que produzem e vivam na região", defende Souki na mesma entrevista.


Hoje em dia, adotar um estilo de vida sustentável é algo acessível e prático. Por isso, separamos as 10 melhores dicas para todos os nossos citadãos que desejam começar a adotar essas práticas. Confira!




Dicas para viver de forma sustentável


Ao longo deste texto, vimos que viver e morar de forma sustentável é algo que podemos aplicar em nosso cotidiano por meio de ações simples e práticas. Por isso, separamos algumas dicas que com certeza irão ajudá-los nessa missão! São elas:


● Tenha plantas em casa

● Reduza o lixo

● Separe e recicle o lixo

● Economize água

● Troque as lâmpadas

● Use recursos renováveis

● Upcycling

● Tenha uma composteira

● Calcule a reforma

● Invista no Ecofriendly


Muitos desses termos podem parecer estranhos e novidades, especialmente para aqueles que estão se mudando pela primeira vez. Mas não se preocupe, pois iremos abordar e explicar cada um deles separadamente para que vocês não tenham dúvidas ao adotar este estilo de vida sustentável.


Vamos lá!

Morar de maneira sustentável

Tenha plantas em casa

Muito mais do que servir como itens de decoração, ter plantas em casa pode trazer resultados incríveis para o meio ambiente e especialmente para a saúde das pessoas!


Em entrevista à revista Minha Casa, o botânico Ricardo Cardim afirma que as plantas proporcionam benefícios como: reduzir a poluição sonora; melhorar a qualidade do ar segurando a poeira; reciclar gases tóxicos e liberar umidade quando são irrigadas, tudo isso contribuindo para deixar o ar mais fresco.


Quem nunca se deparou com os famosos jardins verticais pelo centro de São Paulo? Eles são um ótimo exemplo de imóveis que se preocupam com um estilo de vida sustentável e com ações que promovam o bem estar e uma melhora da qualidade de vida.


Mas para aqueles que desejam adotar esta prática em casa, comece plantando pequenos vasinhos ou floreiras por exemplo. Elas são ótimas para quem não possui experiência com jardinagem e deseja criar um jardim em seu apartamento, e com certeza ajudarão a melhorar a qualidade do ar em sua casa.


Reduza o lixo

Você sabia que em 2019, o Brasil foi considerado como o 4º país que mais produz lixo no mundo?


Segundo dados do Banco Mundial, mais de 2,4 milhões de toneladas de plástico são descartadas de forma irregular, sem tratamento e, em muitos casos, em lixões a céu aberto.


Mas afinal, você sabe o prejuízo desta grande quantidade de lixo? De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), a poluição por plástico gera mais de US$ 8 bilhões de prejuízo à economia global, além de afetar diretamente diversos setores do comércio como o marítimo e o de turismo.

Morar de maneira sustentável

Para evitar esse desperdício e desgaste, existem diversas práticas que podem ser adotadas, como usar sacolas e embalagens retornáveis; evitar a compra de alimentos envoltos em super embalagens; e evitar produtos feitos a base de plástico, por exemplo.


Separe e recicle o lixo

Além de reduzir o lixo, outra medida fundamental para garantir um estilo de vida sustentável é se preocupar com a reciclagem do material descartado. Separar o lixo entre orgânicos e recicláveis ajuda a não sobrecarregar os aterros e, inclusive, pode gerar renda para milhares de pessoas.


Para isso, basta separar o lixo seco pelo tipo de material e destiná-lo corretamente aos ecopontos, via coleta seletiva ou diretamente para catadores de materiais recicláveis. Diversos imóveis, inclusive, já contam com lixos separados com estas categorias como forma de incentivar e facilitar a reciclagem pelos inquilinos.


Economize água

Você sabia que a cada 100 litros de água captada da natureza e tratada para se tornar potável, quase 40 litros se perdem por conta de vazamento nas redes, fraudes, “gatos” e outros problemas?

Morar de maneira sustentável

Isso foi divulgado em um estudo feito pelo Instituto Trata Brasil em parceria com a Water.org. Segundo a pesquisa, o desperdício de água vem aumentando cada vez mais com o passar dos anos, o que prejudica seu fornecimento para toda população.


Para evitar sua falta, adote pequenas ações como fechar a torneira ao escovar os dentes, tomar banhos mais rápidos e usar as máquinas de lavar roupa e louça só com carga máxima, por exemplo.



Morar de maneira sustentável

Troque as lâmpadas

A troca das lâmpadas incandescentes pelas lâmpadas LED é uma das mais famosas ações sustentáveis feitas dentro de casa.


Isso vem acontecendo pois estes modelos possuem diversos benefícios sustentáveis em relação ao anterior, apresentando maior economia, durabilidade, redução na emissão de radiação e uso de materiais de fácil descarte.


Como exemplo, uma de suas principais características é o fato de que sua energia gerada é transformada em iluminação ao invés de calor, o que não causa desperdício e a torna uma opção mais econômica para os inquilinos.


Além disso, uma grande curiosidade sobre estas lâmpadas é que elas não oferecem nenhum tipo de risco à saúde. Isso porque sua principal característica é a não emissão da radiação IV/UV, que causa danos à pele, às plantas, aos animais, objetos e produtos que fiquem expostos.


Por isso, se quiser adotar um estilo de vida mais sustentável, instalar lâmpadas LED é um ótimo primeiro passo!


Use recursos renováveis

Os recursos renováveis são aqueles que de alguma forma, podem ser repostos ou reaproveitados após seu uso, como a chuva, o sol ou a água. A natureza possui diversos recursos que, se bem utilizados, podemos tirar proveitos sem que sejam esgotados.


Como exemplo, existem diversos imóveis que possuem sistemas de captação de água pluvial usados para fins não potáveis como a rega de jardins e descargas de vasos sanitários.

Morar de maneira sustentável

Outros sistemas, por exemplo, podem captar a energia solar por meio de placas e proporcionar a iluminação natural garantindo ambientes mais saudáveis com menos bactérias e fungos.


São infinitas possibilidades que, se forem bem pensadas e planejadas, podem garantir uma melhor qualidade de vida.


Upcycling

O upcycling é uma prática que vem ganhando força nos últimos anos com o aumento da discussão da importância da sustentabilidade.


Seu objetivo é dar um novo propósito a materiais que seriam descartados, ou seja, ressignificar o produto original com criatividade e com base em um design sustentável.

Morar de maneira sustentável


Com essa prática, a quantidade de resíduos em lixões e aterros sanitários é reduzida significativamente, além de diminuir a necessidade de exploração de matéria-prima para a geração de novos produtos


No dia a dia, isso pode ser feito nos móveis de sua casa por exemplo. Ao invés de jogar fora um criado mudo ou uma mesa velha por exemplo, o transforme para que tenha uma nova finalidade! Com certeza sua casa ganhará um novo item de decoração que transformará completamente o local.


Um ótimo exemplo deste conceito que vem crescendo muito na cidade são os chamados prédios retrofitados, edifícios antigos que, por meio da tecnologia e da arquitetura, foram revitalizados com fachadas e áreas mais atualizadas.


Muito característicos no centro de São Paulo, essa tendência surgiu como solução à grande quantidade de prédios e edifícios históricos abandonados ou em péssimas condições de uso, preservando estes patrimônios e dando vida adequadamente aos antigos espaços.


Além de contribuírem para a preservação desses edifícios, o retrofit reduz o desperdício ao maximizar o uso de materiais e infraestrutura existentes. Ou seja, quando reutilizados e readaptados, estes recursos podem gerar uma economia de energia enorme para as cidades.


Isso fez com que essa tendência tenha ganho força nos últimos anos, pois apesar de seu custo ser praticamente igual ao de uma nova construção, ele possui diversas vantagens, como:


● Mais sustentável com menor geração de entulho;

● Maior economia de energia;

● Menor utilização de materiais;

● Preservação da identidade do bairro no qual o imóvel está situado;

● Geração de projetos únicos e exclusivos.


Tenha uma composteira

Morar de maneira sustentável: composteira


A compostagem é um processo biológico que transforma resíduos orgânicos, como cascas de fruta e sobras de alimento, em adubo orgânico. Todo esse sistema acontece na chamada composteira, que nada mais é do que uma estrutura para o depósito deste material que será transformado em adubo.


Tudo isso funciona de forma muito natural: por meio de minhocas e terra. É isso mesmo que você leu! Ao jogar o material orgânico na composteira, as minhocas irão digeri-lo facilitando o trabalho dos micro-organismos.


Mas afinal, qual o benefício desse processo?


Sua principal vantagem é a não formação de gás metano, normalmente gerado no processo de decomposição de resíduos e que é altamente agressivo ao meio ambiente, pois é um gás de efeito estufa cerca de 25 vezes mais potente que o gás carbônico.


Existem diversos tamanhos de composteiras que podem ser instaladas facilmente em qualquer imóvel.



Morar de maneira sustentável:

Calcule a reforma

Toda reforma gera uma enorme quantidade de resíduos em aterros. Por isso, caso você deseje realizar alguma mudança em seu imóvel, pense em medidas que gerem a menor quantidade de entulho como piso sobre piso, por exemplo.


Além disso, procure utilizar materiais que sejam mais ecológicos, como tijolos e revestimentos que dispensam queimadas em fornos de altas temperaturas, ou tintas fabricadas com compostos naturais.


Hoje em dia, existem diversos produtos disponíveis no mercado com as mesmas qualidades a preços acessíveis, que contribuirão para reformar seu lar e deixá-lo sustentável.


Invista no Ecofriendly

Por fim, o termo Ecofriendly pode ser entendido como algo “amigável ao meio ambiente”.


Em outras palavras, ele abrange qualquer prática que não cause danos socioambientais ou que tenha impactos reduzidos a um produto, evento, situação ou postura equivalente.


Seja na alimentação, na compra de um produto ou no descarte de lixo como por meio das composteiras, esta prática abrange uma série de ações que contribuem para um estilo de vida sustentável.

Conclusão

Morar de maneira sustentável


Ter um estilo de vida sustentável não é algo difícil, muito menos longe do nosso cotidiano. Existem diversas ações que podem ser adotadas e colocadas em prática no nosso dia a dia que contribuirão para este objetivo.


Caso você deseje adotar este estilo de vida, lembre-se de todas as dicas que demos ao longo deste texto.


E lembre-se: estamos sempre à disposição para ajudá-los a encontrar seu imóvel perfeito. Clique aqui e conheça nossa comunidade!