O Mercado Municipal de São Paulo, ou Mercadão, como também é conhecido, encanta qualquer visitante ainda no primeiro olhar. Esse é um dos principais pontos turísticos e de encontro para quem vai à terra da garoa. Localizado no centro histórico da cidade, recebe centenas de pessoas todos os dias. 

Um local repleto de delícias para provar e histórias para contar. Ideal para quem deseja conhecer um lugar com inúmeras opções de produtos ou aquele encontro para jogar conversa fora comendo uma das delícias mais conhecidas, o sanduíche de mortadela. 

O Mercado se tornou ponto de encontro obrigatório, não somente dos paulistanos, mas de turistas do Brasil e do mundo que passam por São Paulo. Assim, os finais de semana costumam ser bastante movimentados, o que torna este ícone do turismo paulista o maior mercado varejista da cidade.

Vamos mergulhar um pouco no Mercadão Municipal de São Paulo e assim, ver o que esse lugar nos reserva de especial? Então, anota essas dicas na caderneta para não esquecer do que fazer neste lugar encantador.

História do Mercado Municipal de São Paulo

Antes de falarmos sobre o que você vai encontrar no Mercadão Municipal, é preciso conhecer um pouco da sua história. O Mercado Municipal de São Paulo começou a ser construído em meados da década de 1920, mas só foi concluído e inaugurado em 1933. Na época, ele era utilizado para guardar as armas usadas durante a Revolução Constitucionalista, de 1932.

Seu edifício foi projetado pelo engenheiro Felisberto Ranzini, que trabalhava com Francisco de Paula Ramos de Azevedo, também arquiteto e responsável por assinar grandes obras da época, como o Teatro Municipal e a Pinacoteca. O mercado tem um estilo eclético e foi inspirado no Mercado Central de Berlim (Alemanha), com sua cobertura central e torreões laterais e estrutura de concreto e alvenaria de tijolos.

Possui grande beleza e imponência em sua arquitetura, com suas colunas em estilo grego, o que dá um charme para a enorme construção. Apesar de sua importância histórica e da sua magnitude, por pouco não foi demolido, em 1960, após o comércio de alimentos ser transferido para a Ceasa.

Graças aos comerciantes, que o inscreveram  no Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado (Condephaat) foi possível conseguir recursos para restaurá-lo e mantê-lo funcionando. 

1 - Arquitetura

Ainda seguindo pela história, vamos revelar o primeiro motivo para conhecer o Mercado Municipal de São Paulo: a arquitetura. O Mercadão tem uma estrutura gigantesca distribuída em 12.600 metros quadrados de área construída, com dois andares e 30 metros de altura. Possui 32 painéis e 72 vitrais, que dão ao local uma iluminação natural única e além disso, que encanta os olhos daqueles que visitam o espaço.

Cinquenta e cinco desses vitrais ficam nas laterais do Mercado e foram feitos pelo artista russo Conrado Sorgenicht Filho, e reproduzem cenas de cultivo, produção de alimentos, bem como criação de gado. O artista também assina trabalhos na Catedral da Sé e em outras 300 igrejas no Brasil. As colunas, abóboras e os vitrais são verdadeiros cenários e cartões postais em meio ao Mercado Municipal.

No ano de 2004, o local passou por uma reforma, revitalizando os vitrais e ampliando o espaço interno. O Mercado então ganhou um mezanino, possibilitando a abertura de novos restaurantes e espaços gastronômicos, tornando-se um importante ponto turístico.

No local, foi feita uma área de alimentação com mesinhas e bancos, o que incentivou para que mais pessoas visitassem o espaço, escolhendo o Mercado como opção para os almoços de domingo.

2 - Diversidade de produtos

São quase 300  estantes com diversas variedades de produtos, entre frutas, verduras, temperos, carnes, e tantos outros que fica até difícil saber por onde começar. Além disso, possui várias opções de restaurantes, ótimo para quem deseja fazer uma experiência gastronômica.  

3 - Gastronomia

E já que estamos falando em gastronomia, garanto que não será fácil decidir qual restaurante ou lanchonete escolher para provar as inúmeras opções de pratos e lanches que o local oferece. Se no térreo você encontrar grandes filas, não se assuste, são para provar os deliciosos e famosos quitutes que vendem no local.

Os sanduíches de mortadela, bolinhos e pastel de bacalhau são os favoritos dos turistas. Os recheios são tão fartos que equivalem a uma refeição completa. Mas, se você busca tranquilidade, no andar de cima existe o mezanino, uma área voltada para a gastronomia especializada, com comidas nordestina, japonesa, árabe, portuguesa, entre outras. Este é um bom local para sentar, pedir um chopp e apreciar a bela vista colorida dos estandes e dos vitrais. 

4- Produtos nacionais e internacionais

Se São Paulo é uma cidade multicultural, no Mercado Municipal não é diferente. Lá, é possível encontrar uma variedade de produtos de todas as regiões do Brasil e até do Mundo. De outros estados brasileiros, os turistas podem apreciar a castanha de caju, o azeite de dendê, ou o doce de leite de Minas Gerais. 

Mas, para quem deseja se deliciar com produtos de outros países, que tal a castanha vindo direto de Portugal; o açafrão, da Espanha, ou o pistache, do Irã?

O que comprar?

Com tantas opções de comida, fica até difícil decidir o que comprar. Coloque na sacolinha da feira as frutas, verduras e legumes frescos, castanhas, frutas secas, azeites, peixes, queijos, vinhos, temperos e tantas outras infinidades de produtos. Ah, é bom lembrar que os preços podem ser um pouco altos, então escolha alguns dos itens que listamos e não passe vontade.

Sanduíche de mortadela

Este é, sem dúvida, o primeiro item que você deve experimentar ao chegar no Mercado Municipal de São Paulo. Todos os turistas que passam pelo Mercadão de São Paulo sempre provam o famoso sanduíche de mortadela, que existe desde a inauguração do local e foi trazido pelos imigrantes portugueses Horácio Gabriel e Maria de Deus Ferreira, proprietários do Hocca Bar.

Ao longo dos anos, o sanduíche sofreu algumas mudanças até chegar ao resultado atual, que leva em sua composição mortadelas em fatias bem finas, queijo, tomate seco e orégano. O sanduíche é bem servido, como os brasileiros gostam, e é suficiente para duas pessoas comerem tranquilamente.

Queijos

Para quem ama queijo, garanto que vai se impressionar com a enorme variedade que pode encontrar no Mercadão de São Paulo. Os queridinhos são parmesão, provolone e brie, mas há opções também para aqueles que preferem os mais finos, como o Gouda Rembrandt, Parmesão Calcar Uruguaio e o Parmesão Scala Premium.

Os produtos mineiros também estão presentes na lista de queijos que não podem deixar de ser experimentados, como o Brinco de Ouro e o Parmesão Mineiro curado. O que não faltam são opções para todos os bolsos e gostos.

Temperos e especiarias

Sem dúvidas, os estandes que vendem temperos são os que mais irão te conquistar. Para quem não abre mão dos aromas das especiarias, podemos dizer que o Mercado Municipal de São Paulo é um verdadeiro paraíso. As opções vão desde as tradicionais, como cominho, açafrão, alecrim, manjericão, até alguns mais raros, como tandoori, mostarda em grãos ou açafrão espanhol.

Como os produtos são naturais, há pouca quantidade de sódio, se comparado com os temperos vendidos em supermercados. Por isso, é uma ótima opção para quem deseja produtos sem conservantes. 

Pescados

A variedade de pescados no Mercado Municipal de São Paulo também é impressionante. Todos os produtos vendidos no local são frescos, além disso, de excelente qualidade. Dentre as opções é possível encontrar peixes, como cação, corvina, salmão, bem como camarão, além de ostras e outros crustáceos.

Frutas cristalizadas

Se você gosta de frutas cristalizadas, então o Mercadão de São Paulo é o lugar certo. As variedades de produtos são enormes. Os doces cobertos com açúcar são irresistíveis e dão água na boca, especialmente os de banana, abacaxi, figo, mamão e laranja. Mas, claro que existem outras opções para todos os bolsos e paladares. Os doces são ótimos para comer in natura ou combinados com pães e bolos. 

Comida japonesa

A comida japonesa do Mercado também é de dar água na boca. Com preços acessíveis, bem como pratos caprichados, é possível saborear inúmeras opções, como shimeji na manteiga, ceviche, tamboril, temaki, além de salmão, camarão, entre outras variedades. 

Café e sorvete

E que tal encerrar esse tour gastronômico apreciando um bom e velho cafezinho ou um delicioso sorvete? Pois saiba que no Mercado Municipal de São Paulo você se depara com sobremesas de dar água na boca. Em um dos boxes, é possível encontrar mais de 2.500 itens alimentícios, tanto nacionais como importados, tudo de alta qualidade. 

Já experimentou o café com frutas desidratadas? Já imaginou um pedacinho de damasco no lugar do biscoitinho convencional? Se nunca provou, então certeza tenho certeza irá aprovar essa incrível combinação 

E o que falar dos sorvetes vendidos no Mercadão? São inúmeros sabores, um mais delicioso que o outro. Alguns de frutas tropicais, outros com iogurtes, cobertura de chocolate, pistache, frutas desidratadas, caldas de frutas, com a junção de ingredientes brasileiros e até de outros países. Uma verdadeira explosão de sabores que você não pode deixar de experimentar.

E então, ficou com vontade conhecer o Mercado Municipal de São Paulo? Para essas, bem como outras dicas, leia mais artigos em nosso site.