Com mais de 50 mil metros quadrados, a Praça Roosevelt hoje é um reduto boêmio do Centro da capital paulista, mas já viveu muitas fases ao longo dos anos. 

Foi idealizada como uma homenagem ao presidente americano homônimo na década de 60. A ideia foi do prefeito da cidade de São Paulo na época, José Vicente Faria Lima. 

Logo após sua inauguração, viveu tempos áureos entre o fim da década de 1960 e 1980, sendo considerada referência para os resistentes à ditadura militar. 

Era ponto de encontro de artistas da época, principalmente do teatro e da música. O primeiro show de ninguém menos que Elis Regina foi em um dos bares da praça. 

A partir do fim dos anos de 1980, muitas companhias de espetáculos e casas de show deixaram o local e outros estabelecimentos foram fechando as portas, deixando a praça ociosa. 

Este passou a ser então o ponto de encontro de skatistas, que usavam os declives da praça como rampas. Posteriormente, o lugar foi adaptado especialmente para a prática esportiva, antes feita de forma improvisada. 

Após um período praticamente abandonada, a praça foi revitalizada e reinaugurada em 2012. São mais de 200 árvores espalhadas pelo espaço, que fica entre as ruas Consolação e Augusta, no bairro da República, Centro da cidade. 

Após a reabertura oficial, outras melhorias e modificações foram feitas ao longo dos anos. Foi instalado inclusive um “cachorródromo”, que atrai muitos donos de cães para o local no fim da tarde. 

Vida noturna

E é quando a noite chega que a praça brilha. Até hoje, mantém um pouco da tradição do período em que foi criada. 

Há sempre algum espetáculo teatral acontecendo na região - como nos espaços Satyros e Parlapatões - e os skatistas são os grandes personagens do lugar. 

Com bares para todos os gostos e dezenas de opções de espaços para tomar uma cerveja ou experimentar uns drinks, a praça é um ponto de encontro do público mais alternativo e em busca de programas diferentes para aquele happy hour.

O que não faltam são bares para reunir os amigos depois do trabalho, beber alguma coisa, comer aquela comida de boteco e jogar conversa fora. 

Vamos conhecer então alguns dos principais bares da praça Roosevelt?

Bares


The Cult

Com o foco em drinks, e happy hour, o bar funciona de terça à domingo das 17h às 1h. Além dos drinks, as cervejas e porções são outro ponto forte do local.

O som que prevalece no bar é dos DJs, que são os responsáveis pela descontração do público que vai lá. Outro ponto interessante do bar, é que a grande maioria das pessoas que vão lá são gays,  mostrando ser um lugar sem preconceitos.



Subsolo 27

Existe desde 2018 e mudou de dono após a reabertura - já que o bar fechou na pandemia. Funciona de terça à domingo das 15h às 00h. Às sextas e sábados, encerra à 1h da madrugada. 

Os mais pedidos da casa são os drinks dobrados, como caipirinhas, gin tônica, mojitos... Além das tradicionais cervejas, incluindo o procuradíssimo litrão.

As porções de coxinhas – incluindo opções veganas, como de “carne” de jaca -, pizzas individuais, pastéis e bolinhas de queijo fazem sucesso... 

O espaço está voltando com apresentações de DJs que tocam de tudo, mas com destaque para a música brasileira. 


Papo, pinga e petisco


Este bar é o mais tradicional da praça Roosevelt, também conhecido como PPP. O espaço existe desde 1960, e já foi uma loja de antiguidades e uma pizzaria. 

No formato atual, funciona na praça desde 2004. O tema “antiguidades” é um dos grandes atrativos. 

Foi lá que, quando ainda funcionava sob o nome Djalma 's, Elis fez seu primeiro show, em agosto de 1964. 

Como a maioria dos bares da praça, funciona de terça a domingo. De terça a quinta, abre às 17h. De sexta a domingo, abre às 15h. Todos os dias encerra à 1h da madrugada. 

O local serve petiscos, porções e o clássico da casa é a “carne louca”, carro chefe desde a abertura do bar. Neste prato, a carne de panela é feita com temperos diversos triturados que garante um sabor único. 

O público é bastante diverso e é atraído pela boa música, decoração diferente e muitas opções de cachaças que o bar oferece. 


Bar amigos do Zé


Já funcionou como uma papelaria e hoje abriga um dos mais conhecidos bares da praça. Como bar, existe desde 2013. 

Aberto também de terça a domingo, das 17h à 1h. Sábado e domingo abre ao meio-dia, encerrando à 1h. Oferecem almoços, mas os mais pedidos são os tradicionais petiscos de boteco. 

Recentemente, os hambúrgueres artesanais, empanados e fritos, novidade no cardápio, estão sendo bastante procurados. 

Os nomes foram dados a pessoas que têm tudo a ver com o cenário cultural relacionado à praça: Paulo Gustavo, Marielle Franco, Pabllo Vittar e Elza Soares.

As cervejas artesanais e os drinks são grandes atrativos do espaço também. O público é bastante variado e são pessoas em geral acima dos 30 anos muito ligados na cena cultural da cidade. 


Pick Your Beer


Como o próprio nome sugere, é um bar onde você mesmo pega sua cerveja. Aberto há pouco tempo, no primeiro semestre de 2021, a proposta é que o bar seja self service. 

Com um cartão de “crédito” do bar, com o qual é possível pegar comida, bebida e itens de tabacaria, o objetivo é trazer a “praça pra dentro do bar”, com temática street, skate, urbano e grafite...

Depois de se servir, você pode degustar da cerveja e das comidas na praça. O cardápio é enxuto, mas com opções bem convidativas. Há hambúrgueres e hot dogs com misturas de temperos, molhos e carnes diferentes e preços ótimos - o prato mais caro do cardápio custa R$ 20. 

O bar tem 16 torneiras, com 14 estilos de chopps variados, que variam conforme a época do ano. 

Funciona de terça a quinta das 16h à 1h. Às sextas, funciona das 16h às 3h. Aos sábados, abre de 13h às 3h e domingos de 13h à 1h.


Lekitsch


Existe desde a reinauguração da praça, em 2012, e tem boas opções de cerveja, drinks e petiscos, com hambúrgueres e inclui pratos vegetarianos.

Um dos grandes atrativos é a decoração retrô-pop, com referências a Quentin Tarantino, por exemplo. 

Aberto de segunda a segunda, abre de segunda a quinta das 17h à 1h. Às sextas, funciona até 2h. Aos sábados, abre das 14h às 2h e aos domingos, das 14h à meia-noite. 


Candeeiro


Inaugurado em 2021, instalado em um espaço que antes era ocupado pelo Lekitsch, tem como carro chefe uma pasta de alho exclusiva do bar que é servida em todos os pratos da casa. 

Sediam eventos com DJs às sextas e finais de semana. Ficam abertos das 16h à 1h, todos os dias da semana, sem intervalo. 

Servem porções de vários petiscos, como calabresa, e sempre com a tradicional pasta de alho. Os pratos levam nomes e referências a datas bastante nacionais, como Jango, Juscelino, 1º de Maio (Dia do Trabalhador) e outros.