Mudar para uma casa ou apartamento novo é sempre um momento importante em nossas vidas. Para muitos, é a realização de um sonho. Mas, para outros, pode significar uma certa dose de estresse e dor de cabeça. Isso porque algumas dúvidas podem surgir na hora de encontrar uma empresa ou profissional de confiança para realizar os serviços de mudança.


Em busca de mais facilidade, algumas pessoas procuram por lares já mobiliados. Mas essa modalidade de aluguel de casas ainda é pouco comum no Brasil, e também costuma ter preços mais elevados. Além disso, há quem não queira ambientes com móveis, pois já possuem seus próprios itens para preencher os cômodos.


Se você vai mudar de casa em breve e precisa encontrar um bom serviço de mudança, aproveite as dicas que vamos dar neste texto! Vamos te ajudar a deixar esse momento mais leve e tranquilo!


Qual a diferença entre frete, carreto e mudança residencial?


Antes de sair em busca do serviço de mudança ideal para a sua necessidade, que tal entender as principais diferenças entre os diferentes tipos de prestação de serviços disponíveis no mercado?


Frete

Está em busca de alguém para te ajudar com um pequeno frete? Pois saiba que nessa modalidade, você contrata o transporte dos itens de um lugar para o outro, além da ajuda para carregar os itens.


A cotação de frete vai variar conforme a quantidade de móveis e caixas que você deseja levar — se você tem uma mudança bem enxuta, por exemplo, pode contratar um freteiro com uma pequena van ou um carro com carroceria estendida.


Também é possível solicitar um veículo maior no caso de você ter muitos móveis. Vale salientar que o preço varia de acordo com o tipo de automóvel usado no frete, além da quantidade de ajudantes que serão necessários para ajudar no transporte e carregamento do veículo, bem como a distância percorrida entre endereços.


Se você tem poucos itens para levar, mas precisa de algumas mãos extras para ajudar na mudança, essa é a melhor opção para o seu caso.


Carreto

Qual a diferença entre frete e carreto? Essa é uma dúvida muito frequente, e a resposta é bem simples: no carreto, você contrata um motorista para transportar os seus pertences. Ele não terá a obrigação de auxiliar no carregamento dos itens de casa até o veículo e do carro para dentro do novo lar.


Essa pode ser uma boa opção para quem tem amigos ou familiares para contar na hora da mudança. Você tem gente o suficiente para arregaçar as mangas, mas precisa de um veículo apropriado para levar seus móveis? Então o carreto é pra você!


Mudança residencial

Já se você está em busca de serviços de fretes e mudança completa, o ideal é contratar uma empresa ou equipe que realize mudança residencial. Nesses casos, é possível negociar o que você deseja que seja feito.


Além do transporte e do carregamento, você precisa embalar em plástico ou tecido os móveis mais delicados? Ou quer uma ajudinha na hora de encaixotar a coleção de livros espalhada pela casa? Explique suas necessidades e peça um orçamento!


O que devo buscar ao pesquisar por serviços de mudança?

Uma vez que você já tenha definido qual tipo de serviço combina mais com o seu cenário de mudança, agora é hora de começar suas pesquisas.


Atualmente, você pode contratar serviços de carretos e mudanças com poucos cliques ou até mesmo através de aplicativo para pequenos fretes. Mas, mesmo com toda essa facilidade, existem alguns itens que devem ser avaliados com atenção antes de fechar negócio.


Esses são alguns deles:


  • Credibilidade da empresa

É comum recorrermos às indicações de amigos na hora de contratar um serviço, mas nem sempre conseguimos um contato quando precisamos. Então, ao encontrar um site, aplicativo ou mesmo um telefone de contato, busque checar as experiências que outros clientes já tiveram.


Utilize sites como o Reclame Aqui e até mesmo as avaliações disponíveis no Google. Assim você consegue optar por serviços com avaliações positivas — ou, ao menos, consegue evitar os nomes de empresas e profissionais com registros de reclamações negativas. 


  • Preço

Cá entre nós, preço é sempre um dos itens mais importantes em qualquer negociação. Por isso a etapa de orçar os preços de transporte de pequenas cargas é tão importante. 


Peça diferentes orçamentos e compare as tarifas que encontrar. E, caso faça a sua pesquisa na internet, lembre que os valores variam muito de um Estado para outro, e até mesmo do interior para a capital. Por isso, o ideal é sempre entrar em contato direto com o fornecedor.


  • Segurança e compromisso

O problema de chamar um freteiro que você não conhece e que não tem sequer a recomendação de um amigo, é que você não sabe qual é o nível de comprometimento do profissional.


Se você contrata uma empresa, ou um profissional cadastrado em algum site ou aplicativo, existe um registro desse trabalhador e um contato de confiança para que você possa recorrer caso algum problema aconteça.


Dê preferência para prestadores de serviço que emitem nota fiscal e/ou que ofereçam garantia contra danos.



O que é importante na hora de organizar sua mudança?


Se você pretende contratar apenas um profissional para transportar os seus itens de um local até o seu novo endereço, sem outros serviços inclusos, como empacotamento, um planejamento bem feito será essencial.


Prepare-se para riscar muitos itens da sua lista de organização. Mas não se desespere! Caso você ainda tenha um tempo até o dia da mudança, crie um cronograma e estipule prazos para executar cada atividade. 


Algumas iniciativas podem ser feitas semanas antes do grande dia, outras podem ser realizadas nos dias que antecedem a mudança. Não há motivo para afobação!


Abaixo você confere uma lista de dicas para organizar o seu planejamento de mudança residencial:


  • Materiais: compre caixas, sacos, fitas, plásticos e tudo que precisar para o empacotamento.
  • Tamanho dos móveis: meça a mobília e planeje onde cada item irá ficar na casa nova (e tenha certeza que eles passarão pelas portas ou janelas!).
  • Correspondência: altere o endereço para que suas cartas e contas cheguem no local certo.
  • Luz, água e internet: solicite o desligamento dos serviços e a ativação dos mesmos no novo endereço. Em muitos casos, como da internet e televisão, é possível usar o mesmo plano em um novo local.
  • Reparos: se o imóvel que você vive é alugado, atente-se para o estado de conservação do local e faça os reparos, como a pintura, necessários.
  • Montagem e desmontagem de móveis: alguns móveis não podem ser carregados inteiros, então vale procurar um profissional para ajudar nessa etapa.


Depois de todas essas dicas, é hora de começar seu planejamento com calma, para que tudo flua com muita tranquilidade e dentro do cronograma.


Essas dicas sobre serviços de mudança foram criadas pela equipe do aplicativo Triider.