Quais são os maiores arquitetos do mundo moderno? Mesmo que não seja da área, você com certeza já ouviu falar da arquitetura moderna. Afinal, suas obras embelezam as paisagens de diversas cidades ao redor do mundo e impressionam as pessoas até hoje.

Esse estilo arquitetônico, que surgiu no século XX, foi marcado pelas transformações digitais e discussões sobre desigualdades da época e, por isso, seus projetos têm elementos simples.

E se você já sonhou morar em um prédio tombado projetado por um grande arquiteto, da só uma olhada nos nossos apês!

As construções são geralmente feitas com linhas geométricas, têm ambientes integrados e são funcionais. Mas, isso não significa que elas são banais. Na verdade, elas são bem originais e imponentes. Por isso, é legal conhecê-las e saber quem são os profissionais responsáveis por elas.

Então, continue lendo nosso post para conferir os 5 maiores arquitetos do mundo moderno e suas principais obras!

Maiores arquitetos modernos: Le Corbusier

Chandigarh na Índia

Charles-Edouard Jeanneret-Gris (1887–1965), mais conhecido por seu pseudônimo Le Corbusier, foi um arquiteto suíço que criou os 5 pontos da arquitetura moderna (planta livre, fachada livre, janelas fita, terraço jardim e pilotis). Não é preciso explicar mais o porquê ele é tão importante para esse estilo, não é mesmo?

Ele fez seu primeiro projeto aos 19 anos e construiu boa parte de sua carreira na França, país para o qual se mudou em 1917, aos 30 anos. Em 1930, Le Corbusier se casou com a francesa Yvonne Gallis e se tornou um cidadão francês.

Durante sua carreira, ele construiu algumas das principais obras da arquitetura moderna, como o Villa Savoye e a Unité d’habitation, ambos na França. No Brasil, o arquiteto foi chamado para atuar como um consultor do projeto do Edifício Gustavo Capanema (que na época era o Ministério da Educação e Saúde do Rio de Janeiro), realizado por um grupo de arquitetos liderado por Lúcio Costa.

Entre 1946 e 1947, Le Corbusier ainda trabalhou com Oscar Niemeyer na criação da sede da ONU em Nova York.

Frank Lloyd Wright

Museu Guggenheim - Nova York

Frank Lloyd Wright (1867-1959) foi um arquiteto americano, considerado por muitos um dos maiores de todos os tempos. Apesar de ter começado a estudar Engenharia na Universidade de Wisconsin, Wright nunca terminou a formação.

Ele ingressou no universo da arquitetura na prática, trabalhando como desenhista no escritório do arquiteto Joseph Lyman Silsbee. Wright ficou conhecido inicialmente por suas “Prairie Houses” (Casas da Pradaria, em português), que eram majoritariamente horizontais, tinham poucas paredes e se integravam bem às áreas verdes que ficavam em seus entornos.

Mais tarde, o arquiteto criou a arquitetura orgânica, uma vertente do estilo moderno que une a natureza às obras arquitetônicas. É por essa razão que os projetos desse estilo são funcionais e aproveitam elementos naturais, como a iluminação e a ventilação.

Suas principais obras são a Casa da Cascata (ou Casa Kaufmann, na Pensilvânia), o Museu Guggenheim em Nova York e a Ennis House, em Los Angeles.

Oscar Niemeyer, um dos maiores arquitetos brasileiros

museu de arte contemporânea de Niterói - Rio de Janeiro

Você provavelmente não precisa de apresentações para este arquiteto, certo? Afinal, o carioca Oscar Niemeyer (1907-2012) é reconhecido internacionalmente por suas mais de 600 obras modernas.

Ele estudou na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro (Enba) e começou sua carreira no escritório de Lúcio Costa e Carlos Leão. No Brasil, ele foi um dos precursores da arquitetura moderna e teve a oportunidade de trabalhar com um dos pioneiros do estilo no mundo, Le Corbusier, na criação do Edifício Gustavo Capanema. Mais tarde, ele também colaborou com o suíço na criação do prédio da ONU.

Algumas das marcas dos projetos de Niemeyer eram as janelas grandes e os prédios de concreto. Ele tem muitos trabalhos conhecidos, sendo que entre os mais famosos estão alguns edifícios públicos de Brasília, como o Palácio do Planalto, da Alvorada e do Congresso Nacional.

Além disso, Niemeyer marcou o centro de São Paulo com os edifícios Copan, Montreal e Triângulo. Na capital, ele deixou ainda o Sambódromo do Anhembi, o Memorial da América Latina e o complexo do Parque Ibirapuera, feito em parceria com Zenon Lotufo, Eduardo de Mello e Hélio Uchôa.

Lina Bo Bardi

Sesc Pompeia - São Paulo (foto/divulgação)

Achillina Bo Bardi (1914-1992), ou Lina Bo Bardi, foi uma arquiteta italiana, nascida em Roma, que deixou grandes obras para o Brasil. Ela se mudou para o país com seu marido, Pietro Maria Bardi, na década de 1940 e inicialmente eles ficaram no Rio de Janeiro.

Mas foi em São Paulo, cidade para a qual se mudaram após uma temporada no Rio, que a arquiteta criou suas principais obras modernistas. Nessa capital, Lina foi chamada para fazer a sede do MASP (Museu de Arte de São Paulo) na Avenida Paulista, museu criado por Assis Chateaubriand e seu marido Pietro. Na época, o museu ficava no centro de SP.

Em São Paulo, Lina também fez o Sesc Pompéia, a Casa de Vidro e o Teatro Oficina. Em Salvador, o Solar do Unhão é a marca dessa arquiteta italiana e brasileira de coração.

Lúcio Costa

Edifício Gustavo Capanema - Rio de Janeiro (Foto: Oscar Liberal)

Filho de um almirante brasileiro, Lúcio Costa (1902-1998) nasceu na França, já que a família viajava muito devido ao trabalho de seu pai. Em 1917, ele voltou ao Brasil e estudou arquitetura na Enba do Rio de Janeiro.

O arquiteto foi um dos pioneiros do estilo moderno no país e chegou a ser diretor da Enba, além de projetar diversas obras fundamentais para o Brasil. Enquanto era diretor, Costa conheceu Niemeyer, que no futuro seria um estagiário de seu escritório e parceiro em trabalhos.

As principais obras de Lúcio Costa são: o Edifício Gustavo Capanema, que fez juntamente a Le Corbusier, Niemeyer e outros arquitetos, o Plano Piloto de Brasília, o Estádio do Pacaembu (Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho) em São Paulo e o Pavilhão do Brasil na Feira Mundial de Nova York.

É claro que existem outros arquitetos importantíssimos do mundo moderno no Brasil e em outros países, mas aqui separamos somente os 5 maiores para você conhecer mais sobre eles e ter uma ideia das obras incríveis que foram feitas nesse estilo arquitetônico.

Dessa maneira, você consegue descobrir mais sobre a própria paisagem brasileira, que possui diversos desses projetos maravilhosos.

E, agora que você sabe quais são os 5 maiores arquitetos do mundo moderno, que tal conferir também como era a arquitetura brasileira no centro de São Paulo entre 1900 e 1930 para conhecer mais projetos icônicos que foram feitos no Brasil?