• nathaliabellintani

Morar em república: quais as vantagens e quanto custa?



Morar em república é o sonho de muitos jovens. Especialmente, aqueles que estão começando sua jornada de estudos em uma universidade e desejam sair da casa de seus pais.

Muitos estudantes recorrem às repúblicas ao ingressar em uma instituição de ensino longe de sua casa. Além de serem uma opção de moradia mais econômica, também é famosa por proporcionar momentos incríveis de interação com pessoas da sua mesma idade.

Afinal, quem nunca se divertiu assistindo os clássicos filmes universitários americanos e se imaginou morando em uma casa com seus amigos, compartilhando momentos incríveis juntos?

Diversão à parte, nem tudo se resume a festas. Morar em república também exige grande responsabilidade, fora uma mudança de vida e rotina radicais.

Aqueles que decidem morar em uma república, irão encarar uma nova fase de liberdade e, ao mesmo tempo, novas tarefas e objetivos. É uma decisão extremamente importante para a nova fase de sua vida, e que deve ser pensada com muito cuidado.

As repúblicas são muito famosas entre os estudantes, mas será que vale a pena morar nesses lugares? Quais suas vantagens e desvantagens? Quais os gastos que você terá? Vamos descobrir todas essas respostas!

Veja os tópicos que serão abordados:


  • O que é uma república?

  • Pontos positivos e negativos de morar em república;

  • Morar em república em São Paulo, vale a pena?

  • Quanto custa morar em república em São Paulo?

  • República e coliving são a mesma coisa?

  • Outras opções de moradia para quem vem estudar em São Paulo.

Vamos lá!

O que é uma república?


As repúblicas são moradias compartilhadas predominantemente voltadas à estudantes universitários. Podem ser tanto em apartamentos quanto em casas, sendo essa última a mais comum de ser vista.

Elas são muito famosas aqui no Brasil e, principalmente nos Estados Unidos. Mas você sabia que a primeira república surgiu na Universidade de Coimbra, em Portugal? É isso mesmo! Mais especificamente em 1309.

Naquela época, quando essa famosa instituição de ensino foi criada, eles decidiram construir moradias especiais para seus estudantes a um baixo custo. A ideia deu tão certo que ela é vista e buscada até hoje por muitos jovens.

Hoje em dia, as repúblicas abrigam estudantes que, normalmente, frequentam a mesma instituição de ensino.

Elas são mais buscadas por jovens que pretendem morar perto da universidade, mas que não possuem dinheiro para bancar um local próprio. Ou ainda, por pessoas que ingressam em uma instituição de ensino em outra cidade.

Para comportar tantas pessoas, esses imóveis costumam ser grandes e possuem como principal característica a divisão de custos e de espaços comuns. Morar em república traz muita liberdade, mas ao mesmo tempo, grande responsabilidade.

Pontos positivos e negativos de morar em república

Será que vale a pena morar em república?

Bem, não há como negar que as repúblicas proporcionam enormes benefícios a seus moradores, visto que elas são muito populares em diversos países. Mas como dissemos, nada é um mar de rosas.

Morar em república também exige alguns cuidados de manutenção, responsabilidade e senso coletivo. É uma importante mudança de rotina que muitos podem não se adaptar.

Então, para saber se morar em república é uma boa opção para você, separamos as principais vantagens e desvantagens dessas moradias. Confira:

Vantagens de morar em república: economia


O primeiro grande benefício de morar em república é ter uma enorme economia.

Todos sabemos que ter um imóvel, seja ele próprio ou alugado, não é tão barato. Principalmente, se você é um universitário e ainda não tem uma renda fixa.

Mensalmente, as contas chegam, e são muitas: luz, água, gás, condomínio, a lista é enorme.

Em uma república, todos esses gastos são igualmente divididos entre os moradores. Mesmo que a casa esteja localizada em um bairro mais caro, o custo individual ainda será muito mais vantajoso do que morar sozinho.

Vantagens de morar em república: novas amizades



Ingressar em uma instituição de ensino é uma grande mudança. É um novo espaço, com pessoas desconhecidas e uma rotina completamente diferente.

Muitos encontram dificuldades em se aproximar de novas pessoas. Mas ao morar em república, você criará amizades que podem durar até mesmo após o final do curso.

Nelas, você irá conviver diariamente com outros estudantes da mesma idade e que também estão passando pela mesma fase de vida. Assim, não se sentirá tão sozinho.


Vantagens de morar em república: apoio emocional

Morar longe dos pais e, em alguns casos em outra cidade, não é fácil. É uma grande mudança junto com as enormes responsabilidades de estudo.

Pode ser uma fase de transição muito difícil para alguns jovens. Mas ao morar em república, essas novas amizades podem ser muito importantes para um apoio emocional.

Afinal, seus colegas estarão passando pelo mesmo momento que você e, muito provavelmente pelos mesmos anseios e medos. Eles estarão juntos para quaisquer momentos.


Vantagens de morar em república: crescimento pessoal

A experiência de se mudar para morar com outras pessoas e assumir a responsabilidade de cuidar de sua nova casa é uma grande oportunidade de crescimento pessoal.

Será uma situação completamente fora de sua zona de conforto, onde você terá que se adaptar à nova rotina, aprendendo a manter uma boa convivência com todos.

Ao morar em república, você aprenderá a lidar com uma série de desafios e como superá-los da melhor forma.

Desvantagens de morar em república: falta de privacidade

Uma das principais desvantagens de morar em república é, sem dúvida, a falta de privacidade.

Nas repúblicas, a sala, cozinha, lavanderia e, até mesmo banheiro são compartilhados. Em algumas, os quartos também. É muito difícil conseguir privacidade em uma casa com muitas pessoas morando juntas.

Por isso, para aquelas pessoas que prezam pelo seu próprio espaço, esse modelo de moradia pode não ser ideal.


Desvantagens de morar em república: bagunça



Algumas pessoas gostam de manter seus pertences em ordem e em seus respectivos lugares. Outras, não se importam tanto com isso.

Cada um tem seu jeito de organizar as coisas, mas ao morar em república, não há como prever isso. Muito menos, ter o controle sobre como seus colegas lidarão com seus pertences.

A bagunça em uma república pode ser inevitável, ainda mais quanto mais moradores tiver. Se você for muito organizado, terá que ter paciência para lidar com colegas que possam não ser iguais.

Mas claro que, se algo estiver incomodando, sempre é válido estabelecer regras e conversar sobre essas questões. Dessa forma, os conflitos sobre bagunça serão menores.


Desvantagens de morar em república: barulho e movimentação

As repúblicas são sempre muito movimentadas. Então, nem sempre você terá momentos de silêncio e tranquilidade.

Fora do tempo de estudo, é muito comum que os jovens busquem se divertir jogando algum videogame, assistindo televisão ou convidando amigos. Isso gera barulho e movimentação na casa, o que pode incomodar em determinados momentos.

Morar em república em São Paulo, vale a pena?



Com toda certeza!

São Paulo é a maior cidade da América Latina. Além de ter enormes oportunidades de trabalho, também abriga renomadas instituições de ensino.

Por mais que a cidade tenha uma forte rede de transporte público, muitas dessas instituições estão localizadas em pontos distantes da região. Sem falar que elas atraem estudantes de todo o país.

A grande maioria desses jovens não têm condições de bancar um imóvel perto da universidade. Outros, gastariam um tempo enorme se locomovendo de suas casas até o local. Pegando ônibus, metrô e CPTM, ainda em horários de grande movimentação.

Por isso que as repúblicas são muito populares. Elas são localizadas muito perto das universidades, permitindo que os estudantes consigam ter um maior descanso e não precisem gastar muito tempo se locomovendo.

Além disso, são modelos de moradia acessíveis. Mesmo para os jovens que ainda não tem uma fonte de renda fixa, os custos mensais serão em conta. Ao morar em república, você não precisará se preocupar com essas questões.

Quanto custa morar em república em São Paulo?


Falamos que morar em república é bem econômico, e uma das maiores vantagens que atrai jovens estudantes. Mas afinal, quanto custa de fato?

Não há como fechar um preço fixo. O investimento irá depender do imóvel, seu tamanho, localização, gastos com contas e a quantidade de moradores.

Mas vamos simular uma situação para que fique mais claro de entender.

Vamos supor que você vá dividir uma república com cinco amigos, com um valor de aluguel de R$ 3.000,00. Vamos incluir ainda os gastos mensais com as contas de água, luz e internet (R$ 800,00), e de mercado (R$1.000,00).

O custo total por mês da república seria de R$ 4.800,00. Ao dividir entre os seis moradores, cada um pagará mensalmente R$ 800,00. Bem barato!

Mesmo que a república esteja localizada em um bairro com maior custo de vida, esse valor com certeza será mais em conta e caberá em seu bolso.


Morar em república e em coliving são a mesma coisa?


Não!

Muitas pessoas confundem essas moradias por ambas serem modelos compartilhados. Mas na prática, elas possuem características bem distintas, principalmente, no estilo de vida de seus moradores. Vamos ver em quais:

Perfil do inquilino

As repúblicas são moradias buscadas por estudantes universitários, principalmente aqueles que ingressam em uma instituição de ensino em outra cidade.

Nos colivings, seu público é mais abrangente. Qualquer pessoa pode morar nesses lugares. Por ter um publico mais diversos, são ambientes onde é importante respeitar as diferenças e são muito mais organizados e sem bagunça, onde cada um consegue ter sua privacidade mantida. .

Estrutura e gastos

Por fim, as repúblicas são comandadas e gerenciadas pelos próprios moradores, que definem suas regras de convivência e o que será compartilhado.

Nos colivings, as administradoras do condomínio são as responsáveis por essas tarefas. Elas definem as melhores condutas e regras de convivência.

Em questões econômicas, morar em república é bem mais econômico, mesmo que os gastos mensais variem conforme a demanda de uso e a quantidade de pessoas que morem no local.

Normalmente, os estudantes ainda devem levar algumas mobílias e eletrodomésticos - tanto de uso pessoal quanto colaborativo.

Já nos colivings, o morador paga uma taxa única mensal à empresa. Nela, estão inclusos o valor do aluguel, gastos com água, luz, telefone, internet e gás. Caso não seja um valor fixo, não sofrerá tantas variações como na república.

Em relação aos quartos, a grande maioria já vem mobiliada com tudo o que o inquilino precisa. Fora os outros espaços abertos e compartilhados como academia, área de convivência, salão de jogos, sala de estudos e coworking.

Outras opções de moradia para quem vem estudar em São Paulo

Morar em república ou em um coliving são algumas das opções mais comuns e buscadas por estudantes.

Contudo, ainda existem outras opções que também podem ser viáveis, dependendo do perfil de cada pessoa. Especialmente em São Paulo, uma cidade enorme e com amplas oportunidades. Veja:

Pensões para estudantes

Os pensionatos são imóveis administrados pelos próprios donos, que podem ou não morar no mesmo lugar.


Eles podem ser voltados exclusivamente aos homens, mulheres ou serem mistos. Seus quartos podem ser individuais ou compartilhados, podendo já ser mobiliados. Em relação ao número de pessoas morando no mesmo lugar, normalmente não é alto.

Muitos estudantes buscam pensões justamente por serem ambientes mais tranquilos e práticos para essa mudança de vida. Sem falar em seu preço que também é vantajoso. Um valor de aluguel em um pensionato fica na média de R$ 700,00.

Por outro lado, as pensões podem não trazer tanta privacidade. Como são administradas por seus donos, é muito comum que eles definam regras como horário para chegar e, não permitir trazer visitas.

Cada pensionato é único, mas em todos, os moradores devem seguir as regras determinadas. Caso contrário, podem sofrer cobranças durante sua estadia.

Morar sozinho, vale a pena?

Depende.

Morar sozinho, definitivamente, trará maiores custos e responsabilidades do que dividir um espaço como por exemplo ao morar em república.

Você irá bancar com todos os gastos mensais do imóvel (condomínio, taxas, contas, mercado, limpeza). As contas e trabalho serão maiores. Contudo, sua privacidade e tranquilidade para estudar e relaxar também serão maiores.

Tudo depende de colocar esses itens em uma balança. Você está disposto a gastar um pouco a mais do seu bolso em troca de uma maior privacidade e conforto?

Se sim, então morar sozinho pode ser uma ótima opção. Inclusive, pode optar pelo aluguel de imóveis e por apartamentos menores como uma kitnet (entre 20m² e 40m²), que terão um valor de aluguel mais em conta e será muito mais fácil de organizá-la.

De acordo com um relatório divulgado pelo Quinto Andar, o valor médio do metro quadrado de um imóvel com apenas um quarto é de R$ 45,32. Em teoria, se multiplicarmos esse valor pela metragem média desse apartamento, podemos encontrar apartamentos na média de R$ 1.812,80.

Em nosso blog, temos um guia completo sobre como morar de aluguel em uma kitnet. Clique aqui e confira!

Conclusão

Morar em república é uma experiência incrível.

Além de ser mais econômico, é um lugar onde você fará novos amigos e criará laços fortes de apoio durante seu curso.

Mas lembre-se: morar em república também tem seus pontos negativos. É importante analisar os dois lados antes de decidir se vale a pena morar nesses imóveis.

Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo