Você sabia que o centro de São Paulo é considerado como um dos bairros mais legais do mundo?Apesar de ser um bairro histórico, o centro de São Paulo também possui diversas opções de lazer e de vida noturna para quem deseja sair da rotina


Em outubro de 2020, o portal TimeOut fez uma pesquisa com mais de 38 mil pessoas ao redor do mundo para descobrir os melhores bairros para se morar, levando em consideração critérios como: comida acessível, arte, cultura, inovação - e este ano - lugares onde existe uma comunidade que se ajude em momentos difíceis, que representa as almas dessas cidades.


Dentre os 40 bairros selecionados, nosso querido centro de São Paulo ganhou destaque! Agora, você sabe porquê o coração da nossa cidade foi escolhido dentre tantos candidatos?


Com mais de 400 mil habitantes, o Centro de São Paulo é um fabuloso banquete cultural. Marcado por uma bela infraestrutura histórica e famosos pontos gastronômicos e turísticos, a região tem passado por um processo de revitalização comandado pela Prefeitura da cidade desde 2014, com o objetivo de trazer mais famílias para morarem no bairro.


Desde então, não há como negar que o centro vem chamando cada vez mais a atenção das pessoas por sua localização, praticidade e grandes opções de lazer e entretenimento.


Quer saber mais sobre como é o dia a dia nesse bairro tão querido? Neste texto, contaremos histórias inspiradoras de pessoas que moram na região, quanto custa ter um imóvel no local, e todas as vantagens que nosso amado centro traz para a vida de seus moradores.


Veja os tópicos que serão abordados:


● Quais são os melhores bairros para morar em São Paulo?

● Como é morar no centro de São Paulo?

● Quanto custa morar no centro de São Paulo?

● Quais as vantagens de morar no centro de São Paulo?


Vamos começar!


Quais são os melhores bairros para morar em São Paulo?

São Paulo é a maior e mais populosa cidade do país, e possui diversos bairros com diferentes culturas e características. Com tanta diversidade, é comum que muitas pessoas tenham dúvidas sobre qual o melhor bairro para se morar.


Não há uma única resposta para essa pergunta. Afinal, existem diversos critérios que devem ser levados em consideração, como a localização do bairro (se está próximo dos principais lugares que costuma frequentar como trabalho ou escola); opções de lazer; e proximidade aos pontos de transporte público, por exemplo.


Essas questões são ainda mais importantes de serem analisadas para quem está se mudando pela primeira vez. Para isso, temos um texto completo em nosso blog que irá ajudar os inquilinos de primeira viagem, clique no link a seguir e veja: Como escolher meu primeiro apartamento?


Agora, apesar da resposta para essa dúvida ser subjetiva, existem diversos estudos e pesquisas que analisaram todas essas questões levantadas, e apontaram os melhores bairros da cidade para se morar. Dentre eles, existem alguns que são constantemente vistos nessas listas, especialmente no centro de São Paulo. Veja quais:


Pinheiros

este bairro está sempre na mira dos melhores lugares para se morar, uma vez que está próximo a vias importantes como as marginais Pinheiros e Tietê. Mas além disso, a principal característica que vem fazendo com que o bairro se valorizasse, é a grande diversidade de opções de cultura, gastronomia e lazer, abrigando alguns dos estabelecimentos mais populares da cidade.

Itaim Bibi

Considerado como um bairro nobre localizado na Zona Oeste de São Paulo, o Itaim Bibi possui uma ótima localização, cortada por duas grandes avenidas da cidade (Faria Lima e Juscelino Kubitschek), além de estar a poucos minutos da Marginal Pinheiros e das Avenidas das Nações Unidas, Bandeirantes, Rebouças e Brasil. Além disso, o bairro é conhecido por sua alta gastronomia, com alguns dos restaurantes mais requisitados da cidade com opções para todos os gostos.

Santa Cecília

A queridinha do centro. O bairro mais hype de região onde todo mundo quer morar. Os preços são os mais salgados também.

República

É a região onde a vida acontece. Facil acesso aos restaurantes badalados da vila Buarque ou aos clássicos do largo do Arouche, tem a praça da república como lazer além de estar pertinho do municipal e dos museus do anahangabaú. Ah, é aqui também que fica o cruzamento imortalizado na musica Sampa de Caetano Velozo, Av Ipiranga com São João.

Centro Histórico

Essa e a região que mais tem a cara do centro. Foi o coração da cidade durante a década de 50 e é um show a parte de arquitetura. A maioria dos pontos turísticos fica aqui, como o Farol Santander. Apesar de muito movimentada durante o dia, ainda sofre um pouco com a pouca movimentação a noite e aos finais de semana.


A lista dos melhores bairros da cidade pode variar, mas uma coisa é certa: em todas elas, o centro de São Paulo nunca é deixado de lado, e existem diversos motivos que justificam seu favoritismo. Vamos entender mais sobre isso.


Como é morar no centro de São Paulo?

Morar no centro de São Paulo é ter uma vida cultural abrangente, com variedade que agrada a todos os gostos e todos os bolsos. O bairro possui sua própria vida, o que o torna um lugar único. A revista britânica TimeOut até incluiu o centro de São paulo na lista dos bairros mais "cools"  do mundo!


Mas nada responde melhor essa questão, do que as experiências de quem realmente passa o dia a dia no local, não é mesmo?


Em entrevista ao Blog Setin, o coordenador de suporte técnico Diego Vanderson da Silva, declarou que “morar no Centro de São Paulo é uma experiência única. Se você busca facilidade de vida, mobilidade, cultura e lazer em qualquer hora do dia, o Centro é o melhor lugar do mundo”.


Ainda na mesma entrevista, a jornalista Luiza Pastor se diz apaixonada pela cena boêmia do bairro, de seus diversos bares e restaurantes, e por ter toda a malha de transportes a poucos passos de casa. “É a facilidade de viver com tudo à mão em um lugar tão rico e diversificado culturalmente”, compartilhou.


Não é preciso morar na região para entender que o centro de São Paulo é apaixonante e convidativo para todos os públicos. Existem diversas vantagens de se morar no bairro, mas antes de falar quais, vamos responder uma questão extremamente importante e que pode impactar diretamente nessa decisão: quanto custa morar no centro.


Vamos descobrir!


Quanto custa morar no centro de São Paulo?

Se mudar é o sonho de muitas pessoas. Segundo o IBGE, mais de 10,4 milhões de brasileiros moram desacompanhados atualmente, o que representa quase 15% de todos os domicílios do País. Fizemos um texto cheio de dicas e contando as vantagens de morar no centro de São Paulo.


Para isso, é necessário ter um bom planejamento financeiro para evitar surpresas que possam surgir - especialmente quando falamos em São Paulo, considerada como a cidade mais cara do país. Mas afinal, quanto custa morar sozinho, e mais especificamente, no centro da cidade?


A resposta para essa pergunta engloba diversos itens que devem ser somados em seu custo mensal. Apesar disso, uma coisa é certa: o custo de se morar sozinho é composto por gastos fixos + gastos variáveis.


Dentro dos gastos fixos, podemos citar questões como valor do aluguel; contas do imóvel, alimentação, mercado e transporte, principalmente. Vamos entender melhor cada um deles, para depois abordarmos os gastos variáveis.


Valor de locação no centro de São Paulo

O valor de locação de um imóvel em São Paulo varia conforme diversos fatores, como sua localização e tamanho, por exemplo. Apesar disso, o Secovi-SP conseguiu estabelecer uma média de preço com base em uma pesquisa realizada em 2020.


Segundo os dados divulgados, o valor por metro quadrado de um apartamento com um dormitório na cidade varia de R$12,92 a R$48,61, de acordo com o bairro escolhido. Ou seja,um apartamento de 50m² pode custar mensalmente entre R$646 e R$ 2.430,50, dependendo da região. Mas a primeira decisão a ser tomada é: quero morar sozinho,  dividir apartamento ou morar em um coliving? A resposta a esta pergunta é determinante para saber quanto custa morar em São Paulo.




Mercado


Ao morar sozinho, você terá que arcar com todas as compras de alimentos para sua casa. Não há como estabelecer um valor médio de quanto uma pessoa pode gastar com essa questão, afinal, cada um de nós temos rotinas e necessidades completamente diferentes.


Por isso, é importante listar o que faz parte de sua alimentação diária, quais produtos de higiene utiliza no dia a dia e calcule quanto você gastaria para comprá-los todo mês. Afinal, segundo o IBGE, cerca de 16% da renda mensal dos brasileiros é destinada à compra de alimentos.


Dentro desse controle, é importante se lembrar de acrescentar produtos de limpeza como sabão para lavar roupas, desinfetantes e detergentes. Esses itens costumam ser caros e aumentam bastante a conta do mercado.


Transporte

Por fim, o último gasto importante de quem irá se mudar é o de transporte. No centro de São Paulo, o bairro está estrategicamente localizado próximo a estações de metrô e linhas de ônibus, o que facilita - e muito - a locomoção diária para qualquer ponto da cidade.


Atualmente, o valor do passe para os transportes públicos da capital é de R$4,83 - lembrando ainda que em casos de integração, o valor da próxima passagem é menor. Como exemplo, na integração das linhas de ônibus + metrô ou CPTM, a passagem custará R$7,65.


Esses valores mudam conforme cada ano, por isso é importante ficar antenado.



Falando agora dos gastos variáveis, eles englobam valores voltados a lazer e entretenimento, como restaurantes, bares e passeios. Aqui, eles também podem sofrer grandes variações conforme o bairro, rotina e necessidades de cada pessoa.


Por isso, uma ótima dica para ter um bom controle de suas finanças é criar uma planilha e anotar todos os gastos fixos que terá ao longo do mês. Dessa forma, será muito mais fácil administrar suas despesas e evitar gastar mais do que pode.


Gerenciar os custos de morar sozinho não é fácil, mas fundamental para evitar surpresas financeiras e garantir uma qualidade de vida. No centro, esse planejamento pode proporcionar experiências incríveis no seu dia a dia, sabe quais?


Continue a leitura e descubra!


Quais as vantagens de morar no centro de São Paulo?

Mas afinal de contas centro de São Paulo é um bairro legal? O centro de São Paulo é uma região que esbanja riqueza, e não estamos falando no sentido luxuoso. O bairro oferece uma experiência de moradia completa - com tudo o que você precisa e deseja. A revista TimeOut até elegeu o centro de São Paulo como um dos bairros mais legais do mundo!


Se você ainda não se encantou pelo charme do centrão, então confira as principais vantagens que os moradores da região possuem!


    1. Pluralidade cultural e histórico

Para os amantes de história, o centro de São Paulo é o melhor lugar para se mudar!


O bairro é berço de alguns dos maiores prédios históricos da cidade, com arquiteturas incríveis e preservadas - alguns inclusive considerados patrimônios arquitetônicos do país.


Além disso, o centro foi o principal lugar buscado por muitas pessoas de diferentes culturas que desejavam encontrar oportunidades de trabalho ou empreender. Isso possibilitou a criação de estabelecimentos com programas culturais variados, um prato cheio para quem deseja sempre descobrir algo novo.


    2. Lazer e vida noturna

O que não faltam são opções para todos os gostos. Para aqueles que desejam algo mais calmo, podem optar por passear em parques, visitar exposições, museus, shows, ou peças de teatro.


Já para aqueles que preferem a agitação, o centro é repleto de bares, restaurantes e baladas populares com diversão garantida.


    3. Comércio 24 horas


Se tem uma coisa que os moradores do centro não precisam se preocupar, é com o fechamento dos estabelecimentos.


Seja para pedir uma comida, ir à farmácia ou supermercado, o bairro sempre terá serviços abertos 24 horas para a sua comodidade e praticidade. Inclusive, todos muito bem localizados e de fácil acesso.


    4. Localização privilegiada


A localização privilegiada é com certeza uma das vantagens mais valorizadas pelos moradores da região. Além de ter diversos prédios comerciais, o centro de São Paulo é próximo a diversas estações de ônibus e metrô (Sé, República, Santa Cecília, Consolação, Anhangabaú), que dão acesso aos principais pontos da cidade rapidamente.

Essa proximidade também contribui para uma redução de custos com transporte. Inclusive, em alguns casos é possível até mesmo ir a pé para onde precisa ir, de forma a economizar totalmente no deslocamento.


    5. Preço dos aluguéis no Centro de São Paulo

Por fim, a última vantagem - e uma das mais importantes - é sobre o preço mais econômico no valor dos aluguéis no centro de São Paulo.


Aqui, ao contrário do que muitos pensam, esse barateamento não é somente visto nos imóveis mais antigos. Os prédios novos e mais modernos também possuem um aluguel mais barato se comparado a outros bairros da cidade como Ibirapuera, Morumbi, ou Perdizes, por exemplo.


É um combo perfeito: além de morar em uma região que contém tudo o que precisa próximo a você, é possível encontrar imóveis com infraestrutura de qualidade e a preços acessíveis.


Esses são os casos das unidades da Citas. Com diferentes modelos de imóveis como

apartamentos padrão, kitnet, estúdios e coliving, nossos imóveis estão estrategicamente localizados no centro de São Paulo, equipados com tudo o que você precisa e, principalmente, a um valor de aluguel que cabe no seu bolso.


Venha conhecer mais sobre nossas unidades!


Conclusão

Se você chegou ao final deste texto, então entendeu os motivos que fizeram com que o portal TimeOut classificasse o centro de São Paulo como um dos bairros mais legais do mundo para se morar.


Não há como não se apaixonar pela região. Afinal, é possível encontrar estabelecimentos comerciais, opções de lazer, cultura e transporte público a fácil acesso - muitos inclusive funcionando 24 horas.


Por isso, se você deseja se mudar, não deixe de considerar alugar um imóvel no centro da cidade.


Se você gostou deste texto, compartilhe nas redes sociais e continue sua visita em nosso blog.