• Isadora RR

O que é ESG e porque sustentabilidade importa no desenvolvimento imobiliário?

A final de contas o que é ESG? A sustentabilidade é um tópico que está se tornando cada vez mais relevante em vários setores. Já sabemos que precisamos cuidar do meio ambiente e procurar formas de diminuir o impacto que causamos nele, não é mesmo?


É por essa razão que surgiu a sigla ESG e ela se transformou em um item tão importante hoje para empresas de diversas áreas, inclusive as relacionadas ao desenvolvimento imobiliário.


Se você se preocupa em investir em artigos sustentáveis, precisa saber o que é ESG e o porquê a sustentabilidade é essencial até no campo da construção civil. Para descobrir a resposta para essas questões, continue lendo nosso post e saiba como investir ainda mais em um mundo sustentável!


O que é ESG



ESG é uma sigla inglesa que significa “environmental, social and governance”, ou em português, ambiental, social e governança. Ela é bastante utilizada para analisar o comprometimento das empresas com esses temas.


Em cada tema, são analisados certos fatores. Veja, agora, alguns dos itens que são examinados em cada área:


  • Ambiental: gestão de resíduos, geração de poluição no ar e na água, desmatamento e ações em relação ao aquecimento global.

  • Social: cumprimento das leis trabalhistas, direitos humanos, satisfação dos colaboradores e clientes, diversidade na empresa e a proteção de dados dos consumidores.

  • Governança: disponibilização de um canal de denúncias na empresa, salário dos colaboradores e o relacionamento do negócio com políticos e organizações públicas.

O ESG é muito importante porque mostra para os consumidores se as instituições realmente se importam com esses temas. E, como milhares de pessoas estão tentando consumir de maneira mais consciente, ao ver o ESG de empresas, elas decidem se querem comprar ou alugar itens desses negócios.


Ele também é relevante, porque faz com que as instituições comerciais colaborem com a preservação do meio ambiente e com a criação de uma sociedade mais justa.


Qual a relevância da sustentabilidade na construção civil


O setor da construção civil é um dos que mais prejudica o meio ambiente, porque as obras costumam gerar muitos resíduos, poluição e consumir diversos recursos naturais. As construções ainda consomem energia e, mesmo quando elas são finalizadas, continuam gastando energia.


Por isso, adotar a sustentabilidade nos projetos da área é tão fundamental para a preservação do planeta. Diversas empresas e profissionais do setor já trabalham com a arquitetura e construção sustentáveis, que são modelos que buscam diminuir o impacto das obras e dos imóveis prontos na natureza.


Eles fazem projetos que, por exemplo, geram menos resíduos em canteiros de obras, são criados com materiais renováveis e aproveitam fontes naturais para reduzir o gasto de energia durante a obra e na construção pronta. Dessa maneira, é possível diminuir o impacto da construção civil no meio ambiente no curto e longo prazo.


Esses modelos de construção também se preocupam com o campo social e econômico. Na área social, os projetos de arquitetura e construção sustentáveis procuram oferecer uma qualidade de vida maior para os moradores ou visitantes do imóvel.


Para isso, os projetos dão bastante atenção ao conforto acústico, térmico e à qualidade do ar nos ambientes da edificação. Já no campo econômico, o objetivo é construir obras que sejam economicamente viáveis. Ou seja, que os proprietários ou moradores consigam realizar e manter financeiramente, mesmo que haja imprevistos.


Como você pode perceber, além de ajudar na preservação do planeta, as construções sustentáveis melhoram a qualidade de vida das pessoas e ainda auxiliam na redução de custos. Afinal, como os imóveis são projetados pensando na redução de gasto de energia, as contas de luz, água e gás nessas construções costumam ser menores que nas edificações tradicionais.


O que são os empreendimentos sustentáveis certificados


Empreendimentos sustentáveis certificados são prédios, apartamentos ou casas que possuem documentos comprovando que eles colaboram com a sustentabilidade na construção civil de alguma forma.


Então, se você está querendo alugar um apartamento ou uma casa mais sustentável, pode perguntar sobre esses certificados para garantir que está fazendo a escolha certa.

Os empreendimentos sustentáveis certificados podem ter diferentes documentos que comprovem que eles colaboram com a sustentabilidade. Confira abaixo 3 das principais certificações que os imóveis podem ter:


LEED



A certificação Leadership in Energy and Environmental Design (Liderança em Energia e Design Ambiental, em português), que foi criada pelo US Green Building Council, tem como objetivo incentivar a realização de construções mais sustentáveis.


Ela é utilizada em mais de 160 países e funciona da seguinte forma: 7 critérios são avaliados nas obras e, conforme elas atendem os requisitos, vão ganhando pontos. Se elas atingirem um número mínimo de pontos determinado, recebem a certificação.


As categorias analisadas nas construções são: espaço sustentável; localização e transporte; energia e atmosfera; materiais e recursos; eficiência do uso da água; qualidade do ambiente interno; e inovação.


É importante lembrar que existe mais de um tipo de certificação LEED, então as pontuações exigidas também variam de acordo com os modelos de certificados.


EDGE


A certificação Excellence in Design for Greater Efficiencies (EDGE), ou Excelência em Design para Maior Eficiência em português, é uma iniciativa da International Finance Corporation (IFC).


O EDGE é um aplicativo que incentiva a criação de edifícios verdes. Para obter esse certificado, o responsável por um projeto de construção civil deve utilizar o software EDGE para encontrar formas de reduzir 20% de energia, água e energia incorporada nos materiais do trabalho.


Quando o serviço atingir esses números, ele ganha a certificação EDGE. Os projetos que obtêm esse certificado podem receber investimentos do IFC.


Os prédios em desenvolvimento pela Citas terão certificado EDGE!


Casa Azul



O selo Casa Azul foi criado pela Caixa Econômica Federal e ele classifica os projetos habitacionais que esse banco financia. A ideia desse selo é incentivar o uso dos recursos naturais de forma racional e garantir qualidade no imóvel, para que as contas mensais e os custos de manutenção nele sejam menores.

Essa certificação analisa diversas características do projeto, que se dividem em 6 grupos:

  • Qualidade urbana;

  • Gestão da água;

  • Eficiência energética;

  • Conservação de recursos materiais;

  • Projeto e conforto;

  • Práticas sociais.


É fundamental que cada vez mais a sustentabilidade seja incentivada na construção civil, por meio de certificados ou outras práticas, para que esse setor reduza seus impactos no meio ambiente e ainda consiga fornecer mais conforto para as pessoas.


Depois de conferir o que é ESG e como você pode tornar o mundo mais sustentável ao se atentar a certos pontos na escolha de sua casa, veja também 10 dicas para viver e morar de maneira sustentável! e outras dicas no nosso Blog

Posts recentes

Ver tudo